(62) 3541-0849  |  (62) 98411-2718

Área do Paciente


Extração de Dente Siso: Passo a passo do pós-operatório

Apesar de bem tranquila e sem motivos para temer, a extração dos siso, como toda cirurgia, exige cuidados especiais no pós-operatório. Seguir as recomendações do cirurgião dentista é essencial para que você não corra nenhum risco após a extração e, ainda, reduza os desconfortos que a cirurgia causa.


Publicado em 19 Fevereiro 2017

Compartilhe:      

 

A extração do siso para muitos é uma sensação de alívio, principalmente se o dente já estava incomodando e causando dor. Popularmente conhecido como dente do juízo, são os últimos molares a romperem na cavidade oral na faixa dos 17 a 25 anos, em média. Entretanto, muitas vezes, esses dentes nascem com alguma anomalia que dificulta seu nascimento ou que pode até impactar na saúde dos demais dentes. Daí não tem jeito, vai ter que ser extraído.

Confira esse passo a passo e recupere-se de forma rápida e com saúde.

1. Gelo, muito gelo

 

 

O primeiro dia é o mais chatinho, mas nada impossível. Compressas com gelo podem ser ótimas alternativas para aliviar a dor e o inchaço na região. O recomendado é fazer uma a cada meia hora. Identifique sua necessidade e alterne esse tempo se for preciso. A partir do segundo dia a compressa morna pode ser mais agradável. Aplique com uma toalha úmida por 10 minutos e vá repetindo conforme achar necessário.

 

2. De olho na comida

Recomenda-se tomar muito gelado também. O sorvete tá liberado, mas com moderação. Além de exigir uma boa escovação após o consumo para impedir as cáries de fazerem a festa, você não vai viver só de sorvete por esses dias, né? Recomenda-se uma dieta mais líquida e pastosa, mas que sejam nutritivas, como sucos naturais e sopas. Alimentos quentes devem ser evitados já que podem prejudicar a cicatrização.

 

3. Não se empolgue com a medicação

O seu cirurgião dentista certamente prescreverá alguns medicamentos para impedir que o local da extração infeccione ou até como forma de aliviar qualquer dor. Mas lembre-se, todos eles devem ser tomados conforme o profissional orientou. Não peque por economia e nem por excesso. Se notar que a medicação não está trazendo o conforto desejado, converse com seu dentista para saber se há a necessidade da medicação ser revista. Jamais tome o dobro da medicação ou outro remédio por conta própria.

 

4. Não fume

 

 

Pense bem! Você tem uma ferida na boca que está em fase de cicatrização e que pode sofrer inflamações e infecções. As substâncias tóxicas do cigarro penetram na mucosa aumentando muito mais esses riscos. Se o cigarro já deve ser evitado por muitos outros motivos, com a saúde bucal não é diferente. Os cuidados no pós-operatório são muito importantes para o sucesso da sua recuperação.

 

5. Evite bebidas alcoólicas

Após a extração do siso, as bebidas alcoólicas também devem ser evitadas, principalmente se seu dentista receitou algum antibiótico nas medicações. Não dá para misturar, né?

 

6. A higiene bucal não pode parar

 

 

Agora mais do que nunca você precisa manter a higiene bucal em dia. Porém, após a extração é necessário mais cuidado. Escove seus dentes de forma bem suave, tomando cuidado para não bater com a escova na região. Pode ser bem dolorido! Além disso, os pontos podem reter alimentos e bactérias que podem causar uma bagunça na sua boca e, pior ainda, causar infecções. Por isso a importância de manter sua boca limpa e bem cuidada.

7. Volte ao consultório do Cirurgião Dentista

Uma semana após a extração do siso é importante que você veja seu dentista. Além de retirar os pontos, ele vai conferir se a cicatrização ocorreu sem complicações.

 

Cardápio para quem extraiu o dente do siso

 

 

Durante o pós-operatório, que dura pelo menos três dias, o paciente deve seguir orientações como: repousar, não praticar atividades físicas, não se expor ao sol, não fazer sucção na ferida e aplicar gelo no local.

Outro cuidado depois da extração é a alimentação: No primeiro dia de pós-operatório, a alimentação deve ser líquida e fria. Líquida para que resíduos dos alimentos não entrem no local ou fiquem presos aos pontos. E fria para não formar edema.

Já no segundo dia, a alimentação pode estar à temperatura morna e no terceiro dia, se o paciente se sentir bem, a refeição pode ser oferecida à temperatura normal, mas sem que haja mastigação na região. O oferecimento da alimentação em pedaços moles deve sempre respeitar a aceitação do paciente.

Cuidados reforçados

Além da temperatura e da consistência da alimentação, a higienização dos alimentos e dos utensílios utilizados para o preparo da refeição contribui para prevenir riscos de infecção, já que o local da cirurgia está em processo de cicatrização.

Uma boa dica de limpeza é diluir uma colher de sopa de água sanitária em um litro de água corrente e deixar os utensílios de molho por 10 a 15 minutos. Após o período, deve-se passá-los em água corrente. Isso pode ser feito tanto com liquidificador, talheres e peneiras quanto com alimentos como os legumes, por exemplo.

Para secagem dos utensílios, prefira papel toalha ou deixe-os secar naturalmente no escorredor. Evite o pano de prato: ele pode ser um ambiente favorável para crescimento de bactérias.

Recuperação com sabor

Ficar sem alimentos sólidos pode parecer incômodo, mas prezar pelos sabores de que você gosta facilita o processo! Confira o cardápio preparado por Rafaela de Campos Felippe, nutricionista e especialista em nutrição clínica. Ela selecionou opções leves e preparou uma receita especial de sorvete caseiro, muito mais saudável do que o industrializado.

 

Exemplo de Cardápio (1º dia pós-cirurgia)

Café da Manhã: Vitamina de Frutas

Lanche da Manhã: Creme de Abacate

Almoço: Caldo de Carne ou Frango

Sobremesa: Gelatina

Lanche da Tarde: Sorvete de Banana Caseiro

Jantar: Caldo de Legumes

Observação: atenção para a temperatura da refeição, que deve ser sempre mais fria. O caldo, após batido no liquidificador, pode ser peneirado.

 

Receita do Sorvete de Banana Caseiro

Ingredientes:

Bananas maduras

Modo de Preparo:

Corte as bananas em fatias e congele. Deixe de um dia para o outro no congelador. Coloque em um processador ou liquidificador e bata até adquirir consistência de sorvete.

 

Fonte: Aqui tem sorriso / Sorrisologia.com.br


(62) 3541-0849
(62) 98411-2718

Av. Deputado Jamel Cecílio, Nº 2.496 - Sl. B13, Edifício New Business Style - CEP 74810-100, Jardim Goiás
Goiânia - GO

[email protected]


Redes Sociais  
© 2019 - CDE Odontologia

Produção